sábado, março 09, 2013

Conversações com Dmitri e outras fantasias - Agustina Bessa Luís

«Desordem e Travessura

Na hora de mais frequência nas ruas, quando a espessa malha da multidão se cruza evitando-se habilidosamente, incansavelmente artista em não chocar os seus guarda-chuvas, os seus carregos de caixas de cartão vazias, podemos meditar na desordem como numa consequência do ritmo de parentesco. Vemos de súbito toda essa gente, vizinha no seu tempo, nos seus desejos, na sua cidade, parecer explodir em direcções diferentes, procurando ignorar-se e precipitando-se nos intervalos livres dum passeio, duma praça. E se aproximássemos a nossa observação até ao nível das suas opiniões notaríamos que elas dependem mais da oposição ao que lhes é mais idêntico, do que resultam da lógica dos seus interesses. A desordem é a insensibilidade da limitação. Diz Bertolt Brecht que existe a ordem onde não há mais nada. «A ordem é um fenómeno de escassez» - acrescenta.»
pág.7
 
Conversações com Dmitri e outras fantasias
Agustina Bessa Luís
Na Regra do Jogo (2ª edição, Fevereiro 1981)
Capa e arranjo gráfico: João B.

Sem comentários: