quarta-feira, março 26, 2008

Alteração de Morada (Mas Não de Biblioteca)

O Segundo Gume mudou-se para http://www.segundogumexxl.blogspot.com/. Ide lá visitá-lo ò pilhadores de livros, que, tal como pilhar livros, vale a pena!!! Já começo a sentir vossas saudades...

Saudadi,
Suadadi,
Dessi meu Gume de Sã Nicolau... etc etc...

segunda-feira, março 24, 2008

O pote das bolachas da avó nunca mais será o mesmo

A Asa acaba de publicar o livro "Ruca aprende a usar o pote":

«A Mamã tem uma surpresa para o Ruca: é um pote onde o Ruca pode passar a fazer as suas necessidades. Acabaram-se as fraldas! O Ruca agora já é crescido! Depois de algumas tentativas, umas falhadas e outras bem sucedidas, o Ruca acaba por ser capaz de passar a pedir o pote sempre que tem necessidade.»



O dicionário atual da língua portuguesa já chegou a casa do Ruca e as dificuldades de adaptação estão a ser muito maiores do que se esperava.

quarta-feira, março 19, 2008

O Que Está Escrito Nas Estrelas (Anos I & II)



«Porque se submetem os homens mais facilmente ao jugo das estrelas do que ao jugo da razão? Porque não há quem não queira libertar-se do tremendo fardo de ter de fazer escolhas, das mais simples e comezinhas às mais complexas e ponderosas.
Tome-se um singelo exemplo. Como deverá proceder quem se veja confrontado com a alternativa de comprar um colar de pérolas para uma amante ou de investir essa mesma quantia em acções de uma respeitada firma petrolífera? Quem se reja pela razão passará em claro noites intermináveis, sopesando as vantagens e desvantagens de uma e outra opção, consultando os registos históricos das cotações no mercado de crude, extrapolando o crescimento económico das potências asiáticas, ponderando a instabilidade no Médio Oriente, lutando por obter uma equivalência entre dividendos bolsistas e a quantidade de prazer adicional facultada por uma amante satisfeita. Bem vistas as coisas, não irão os eventuais dividendos de uma e outra opção dissipar-se no tormento da escolha? Quantos não sentiram vacilar a sanidade perante a estrénua prova de incessantemente escolher entre múltiplos caminhos? É a esse suplício permanente que este livro, de fácil consulta e profusamente ilustrado, o vai poupar, permitindo decisões lestas e sem remorsos nas mais diversas áreas da vida, amor e negócios.
E por que razão são as previsões aqui contidas mais dignas de crédito do que as prometidas pelos horóscopos que pululam nas páginas da imprensa e pelos consultórios de videntes e médiuns que se fazem anunciar nas caixas de correio? Porque são as únicas que aliam as sabedorias ancestrais aos mais modernos conhecimentos científicos, numa Visão Holístico-Sincrética do Cosmos®. José Carlos Fernandes concebeu, desenvolveu e patenteou a Grande Perspectiva Futuroscópica Integrada® e a Análise Escatológica de Variáveis Indexadas®, métodos que permitem determinar com incomparável grau de fiabilidade os acontecimentos futuros.
As Edições tinta-da-china e os herdeiros do autor declinam, porém, quaisquer responsabilidades no que toca ao cumprimento ou incumprimento das previsões.»

Comboio Nocturno para Lisboa

sexta-feira, março 14, 2008

quinta-feira, março 13, 2008

Os Milagres do Anticristo



«A história começa em Roma, no tempo do imperador Augusto, no exacto momento em que este se prepara para ordenar a construção de um novo templo consagrado a si próprio. Uma visão adverte-o de um futuro culto que a sua cidade dedicará a Cristo, e o templo é consagrado a este novo Salvador do mundo. O ícone que o representa atravessa séculos e lugares. A sua réplica, feita por um viajante, chega a uma pequena aldeia no monte Etna, onde começa a fazer milagres até se descobrir a sua identidade profana.»

domingo, março 09, 2008

Crise?

Do Sexta de anteontem:

«PRIMAVERA DOS LIVROS
Decorre até 30 de Março, no Mercado da Ribeira, a Primavera dos Livros/Feira dos Descontos Máximos.

FEIRA DOS LIVROS MANUSEADOS
De 8 a 16 de Março, realiza-se na Rua Garrett a Feira de Livros Manuseados, onde três editoras estarão a vender livros a partir de 1 euro.»

Daqui a uns meses, quando as Feiras do Livro de Lisboa e do Porto já estiverem a decorrer há uns dias, venham dizer que o mercado está em crise e que cada vez há menos pessoas na Feira e tal, a ver quem vai querer ouvir esse discurso pela enésima vez.